Tratamento da acne, espinhas e cravos. O que causa a acne, cremes e gel para tirar, acabar e eliminar a acne. Produtos, remédios, cremes, gel, sabonetes e pomadas para combater e melhorar as cicatrizes, sintomas e o aspecto da acne, espinhas e cravos.


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O que causa a acne em idade adulta

Se você pensou que a acne desaparecia, uma vez passada a idade da puberdade e afinal agora encontra-se lutando contra espinhas, já sendo adulta, você não está sozinha. Acontece que, a acne não é uma condição específica do adolescente, e hoje, mais e mais mulheres com 20, 30, 40 anos e mais estão experimentando o fenômeno da acne adulta.
A espinha ocorre quando o sebo lubrificante que naturalmente hidrata a nossa pele e pêlo está preso sob as células mortas da pele e detritos num folículo piloso. Tipicamente, o sebo sobe à superfície, onde é capaz de lubrificar a pele. Se ele ficar preso, ele cria uma circunstância ideal para que as bactérias crescam. Assim, aqueles desagradáveis e dolorosos cistos são realmente bolsas de sebo e bactérias que estão presas ainda abaixo da camada superficial da pele, ao longo do eixo do pelo, no fundo do folículo.
A acne no adulto é realmente muito comum. Na verdade, cerca de 30 por cento das mulheres e 20 por cento dos homens entre as idades de 20 e 60 anos podem ter acne. Então, porque uma pessoa adulta, pode desenvolver acne?
Muitas vezes, ela está relacionada com os hormônios.
"Quando as mulheres adultas experimentam surtos de acne, os hormônios são geralmente o principal culpado". "Acne hormonal pode ser particularmente frustrante, porque ele pode não responder aos mesmos tratamentos que funcionaram para algumas mulheres durante a sua adolescência". Menopausa, tratamentos hormonais, e uma taxa de crescimento de andrógenos (masculinos) hormônios como a testosterona também podem estar contribuindo para o aparecimento súbito de acne, de acordo com a Academia Americana de Dermatologia. Por exemplo, certas pesquisas mostram que a testosterona faz com que aumente a produção de sebo pelas glândulas sebáceas.
Outras causas da acne adulta podem estar relacionadas com alguma medicação que se tome. A Clínica Mayo relata que alguns medicamentos psicotrópicos, como o lítio, esteróides ou medicamentos hormonais podem contribuir para a acne.
Assim, em  caso de aparecimento de acne em idade adulta, deve consultar um médico para avaliar seus níveis hormonais e falar com um dermatologista sobre a melhor opção de tratamento da acne. Uma vez que muitos medicamentos para combater acne, assim como sabonetes especiais são voltadas para a pele do adolescente, que é mais grossa e menos seca, escolher a melhor forma de cuidar da pele de um adulto requer maiores cuidados.

Saiba o que é a acne.
Saiba quais os tipos e causas da acne.
Saiba como controlar a acne.
Conheça a cura da acne.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Diagnóstico da acne

Já abordámos aqui quais os tipos e causas da acne, como controlar a acne e como é feito o tratamento da acne.
Falamos agora sobre como é feito o diagnóstico da acne.
O diagnóstico de acne é clínico e caracterizado por lesões cutâneas variadas, como comedos abertos e fechados, pápulas inflamatórias, pústulas, nódulos, cistos, lesões conglobatas e cicatrizes. As lesões envolvem principalmente a face e o dorso, mas podem estender-se para a região superior dos braços e do tórax anterior A acne pode ser classificada, quanto a sua gravidade – o que se torna muito importante para a tomada de decisões terapêuticas em:

Acne não inflamatória:

  • acne comedônica (grau I) – presença de comedos abertos
Acne inflamatória:
  • papulopustulosa (grau II) – pápulas inflamatórias ou pústulas associadas aos comedos abertos;
  • nodulocística (grau III) – lesões císticas e nodulares associadas a qualquer das lesões anteriores;
  • conglobata (grau IV) – presença das lesões anteriores associadas a nódulos purulentos, numerosos e grandes, formando abscessos e fístulas que drenam material purulento.
Outras informações clínicas que determinam a gravidade da acne são a extensão das lesões e a presença de cicatrizes.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL